O ser humano parece que gosta de andar no fio da navalha.

Parece que sempre tem que ter alguma coisa nos ameaçando para nos sentirmos vivos e reagir às contradições.

Minha vida ficou um tédio depois das eleições. Antes delas, eu não via chegar o dia da votação para derrotar os bolsonaristas e viver em paz. Muitas noites perdia o sono preocupado com a uma possível vitória dos fascistas.

Sinceramente, você não sente saudade das bobagens diárias que o milico imbrochável falava no chiqueirinho do Alvorada para os abobados patriotas? Quando xingava os jornalistas (principalmente mulheres). Quando viajava para o exterior e comia pizza na calçada. Quando dava discurso então, parecia o Odorico Paraguassu.



Mesmo depois das eleições, quando os manés patriotas foram para a frente dos quarteis pedir golpe militar, a gente se divertia muito.

Os idiotas marchavam, rezavam para pneu, se penduravam em caminhão, pediam até para os ETs ajudarem no golpe.

Agora a gente só assiste notícia sem graça: Volta do MINHA CASA MINHA VIDA; Aumento de salário; Verbas para a educação e ciência; Combate ao garimpo ilegal; Campanha de vacinas; Programa MAIS MÉDICOS; Mais investimentos em saúde; Crescimento econômico; Retomada das relações internacionais. Enfim, uma chatice.

VOLTA JAIR!



OURO DE TOLO

Já que a mineração é a pauta do momento com o governo federal fazendo intervenção nas terras Yanomamis para acabar com o garimpo ilegal, lembrei em fazer uma alusão aos alquimistas da idade média que prometiam transformar chumbo em ouro.

Em 2018, a elite brasileira, a grande imprensa e a banda podre do Congresso Nacional deram um golpe na ex-presidente Dilma e mentiram para o povo que iam transformar um milico do baixo clero em ouro.

Se deus existisse ia dizer que foi castigo, pois prenderam o Lula para eleger o milico e depois que perceberam a cagada que deram, tiveram que apoiar o Lula, para salvar o Brasil da desgraça do fascismo. O chumbo derreteu, era ouro de tolo.



ASCENÇÃO E QUEDA DE UM MILICO

O milico sem serventia ganhou na Mega Sena sozinho em 2018. Ele nunca iria imaginar que sendo apenas um reles deputado do baixo clero, de repente, iria virar presidente.

Como não estava preparado e nem tinha condição intelectual e psíquica para o cargo, jogou tudo fora. Cercou-se só de gente de ruim e incompetente para governar um País como o Brasil.

No início, em 2019, era tudo festa. Os empresários, banqueiros, a grande mídia e até a classe média recalcada (aquela que achou que ia ficar rica e hoje está engatada no cartão de crédito, pagando juros de 13,75).



Lembro do início da pandemia, em 2020, quando ele tinha 58% de aprovação do seu governo. Aí achou que era deus (deus é com letra minúscula pois trata-se apenas de um substantivo comum e abstrato), que era onipotente, onisciente e onipresente e caiu do cavalo (da moto).

O governo foi um fracasso total. Não construiu nada; nenhum hospital; nenhuma universidade; nada, e ainda destruiu o que tinha de bom. Entregou o País quebrado e dividido entre o fascismo e a democracia.

Mas o maior erro dele foi negar a vacina, aí meu camarada, entrou a morte, e com a morte não se brinca. Se ele tivesse feito o que o Lula fez, sendo vacinado pelo seu vice Geraldo Alckimin, o resultado da eleição, com certeza, teria sido outro. Vocês conseguem imaginar o Mourão vacinando o milico negacionista?



SEM DEUS – SEM PÁTRIA – SEM FAMÍLIA

Parece até novela mexicana o fim do governo do milico punheteiro (ele está sozinho).

Sem deus, que se bandeou para o Luiz.

Sem pátria, pois fugiu para os EUA e sem família, pois a Micheque abandonou a parceria e está bem feliz, saracotiando pelo Brasil.

Está com pena dele? Pega pra ti.


TINHA ESCRAVO LOIRO?

A gringainhada das vinícolas de Bento Gonçalves está em apuros tentando explicar a volta da escravidão no Brasil. O assunto do trabalho escravo de 200 baianos nas vinícolas de Bento Gonçalves tomou uma proporção enorme em todo País.

Já foi falado de tudo, até de envolvimento de policiais militares fazendo trabalho de segurança nos abrigos dos escravizados. Mas não ouvi ninguém falar que existe um cunho ideológico no tema.

Vejam bem, os trabalhadores são baianos, em cujo Estado o Lula recebeu 75% dos votos. Em Bento Gonçalves o Bozo recebeu também 75% dos votos no segundo turno. Será que é preciso dizer mais alguma?

Em tempo: tinha algum loiro, de olhos azuis entre os escravizados?



BBP – BIG BROTHER PAPUDA

Não curto assistir o Big Brother da Globo mas sei que é um grande sucesso de audiência. Em cima disso vou dar uma sugestão para a Rede Globo que vai fazer muito mais sucesso que o atual BBB. É fazer o BBP, o BIG BROTHER PAPUDA.
Seria muito mais interessante.

Imaginem quase mil manés completamente doidos e fanáticos brigando, rezando, cagando, comendo, sendo vigiados 24 horas.

Hélio Ortiz é professor, produtor cultural, e foi Secretário Municipal da Cultura e Esporte de Viamão durante os governos do PT.