Não sei vocês, mas a angústia e ansiedade estão me consumindo com a expectativa de vitória do Luiz, já no primeiro turno.

Sonho com as eleições. Mas a minha angústia é inversa à do gado comível (churrasco).

Eu torço para vencer no primeiro turno. Os ruminantes torcem para ter segundo turno. Mas sendo um pouco masoquista, também seria legal ver o milico e sua banda podre estrebucharem no segundo turno.



OLÍVIO VALE 6 DEPUTADOS

Todos sabemos que o grande inimigo do provável governo Lula é a cobra, o Centrão. Talvez ele venha ainda mais poderoso, porque além dos milhões do Fundo Partidário, eles têm ainda o vergonhoso, Orçamento Secreto. Dos 513 deputados da Câmara, eles controlam mais da metade dos parlamentares.

O Senado é composto por 81 senadores. O governo não teve a mesma moleza no Senado como teve na Câmara sob o comando do Artur Lira. Sigam meu raciocínio político: qualquer projeto apresentado à Câmara Federal, depois de aprovado, tem que passar pelo crivo do Senado. A conta é simples: 513 (deputados) dividido por 81 (senadores) é igual a 6.

Se o campo progressista conseguir eleger a maioria no Senado, o Centrão fica neutralizado.
Portanto companheiros, temos que concentrar todo nosso esforço na vitória do nosso Olívio Dutra para o Senado.



TANGO EM PARIS

Tem um ditado popular que é da hora para o Ciro Gomes: “O homem quando fica brabo, fica burro”.

O Ciro perdeu a chance de realizar seu egocêntrico sonho de ser presidente do Brasil. Bastaria estar junto nesta grande e inédita aliança progressista pela democracia do Brasil, capitaneada por Lula. Poderia ser o próximo candidato a presidente em 2026 já que Lula não vai concorrer a reeleição, que felizmente, (a reeleição) para o bem do País, não vai existir mais.

Ao invés disso, jogou na lata do lixo todo seu currículo. Brigou até no Ceará, onde construiu sua carreira política.

Talvez sua instabilidade emocional se explique pelo fato de ter sido filiado a muitos partidos e ter confundido sua identidade ideológica. Trocou sete vezes de partido. Começou no PDS, que foi o partido representante da ditadura (ARENA); depois foi para o PMDB; PSDB; PPS; PSB; PROS e agora PDT.

Agora voltou à origem ideológica do antigo PDS. O Ciro podia fazer um favor para o Brasil e ir para Paris dançar um tango antes da eleição.


ABANDONAR NAVIO!!!

A traição amorosa é uma coisa dolorosa, mas ela é cometida por uma pessoa. Já a traição política é pior, ainda mais quando é uma traição coletiva, como a que está acontecendo com os aliados do milico. Aí brocha qualquer um.

O Bozo está pagando o preço de ter se aliado com o lixo da política brasileira. Os ratos de esgotos saíram de suas tocas e subiram na esteira bolsonarista para se beneficiarem em 2018. Agora que o navio está afundando, estão pulando fora.

Um exemplo, entre tantos, é Ciro Nogueira, Ministro da Casa Civil, um dos coordenadores da campanha, que tentou pular fora uma semana da eleição. O milico vendeu a alma dele para os demônios, Ciro e Lira.



PAÍS SEM IDENTIDADE

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) é uma das instituições mais importantes do País. É quem faz o retrato do Brasil. Conta quantos brasileiros existem e suas condições. Nos mostra como está a saúde, a educação, habitação, transporte, segurança, além de outras informações essenciais para que os governantes planejem onde vai ser investido o dinheiro público.

Durante a pandemia não aconteceu o censo em razão da Covid. Mas agora não existiria nenhuma justificativa para a não realização da pesquisa científica. O STF teve que ordenar que o governo federal a realisasse. O motivo do governo é óbvio. O censo vai mostrar a situação real do Brasil, e é justamente isso que o governo atual não quer.

Recenceadores estão enfrentando imensas dificuldades pela falta de informação da população. Dá impressão que o governo federal tem interesse em sabotar essa ação, imprescindível para a coleta de dados e planejamentos futuros.

Hélio Ortiz é professor, produtor cultural, e foi Secretário Municipal da Cultura e Esporte de Viamão durante os governos do PT.