Estou desconfiado de que sou comunista.

Aliás, nunca ouvi falar tanto em comunismo como neste período de governo do Jair.

Esta desconfiança de que sou comunista deve ser pelo fato de defender o patrimônio e o servidor público. Defender a educação, a cultura e o meio ambiente.

Defender os negros, as minorias e a liberdade sexual. Ser contra o racismo, a homofobia e o preconceito social. Se isto tudo que sou contra, ou a favor, é ser comunista, então realmente eu sou quinta coluna. A turma do milico acusa os comunistas de comerem criancinhas. Eu confesso que já comi criancinhas, mas com mais de 16 anos e de saia.


O CONTRA GOLPE – 1

A cada dia que passa o milico genocida afunda ainda mais, junto com o seu governo. Do jeito que vai só resta o golpe militar para ele.

Acontece que corre à “boca pequena”, nos corredores dos quartéis, que, se ocorrer o golpe, os comandantes golpistas vão dar o contra golpe, isto é, um ponta pé na bunda do Bolsonaro e família.

Os milicos não vão arriscar dar o golpe e entregar o poder a um capitãozinho excêntrico e esquizofrênico, sem a menor capacidade de dirigir o País. Ele só faz merda e nos faz passar vergonha ao mundo inteiro.


O CONTRA GOLPE – 2

O problema dos contra golpistas seria quem assumiria a presidência. Eu sei o nome, chama-se General Mourão, o vice presidente.

Vocês já notaram que o Mourão se afastou do capitãozinho?

É educado nas entrevistas, fala inglês e tenta mostrar sempre serenidade em suas falas, bem ao contrário do genocida. Fariam o mesmo de 1964. Deram o golpe prometendo eleições para 2 anos.

Como disse o Jarbas Passarinho, que foi ministro na ditadura, “0s militares assumiram o governo, gostaram das benesses do poder e resolveram ficar 21 anos”.


TINHA COELHO NA CARTOLA

Vou deixar minha modéstia um pouquinho de lado para me exibir em relação às minhas análises e previsões políticas.

Parece que os analistas políticos leem minhas colunas antes de fazerem seus comentários.

Lembram dos meus escritos a respeito da cloroquina?

Há mais de 2 meses que falei que tinha “coelho na cartola” esta história da cloroquina defendida pelo milico. Sempre disse que tinha money envolvido nesta parada, desde o governo Trump que vendeu cloroquina para o milico genocida.


PRESIDENTE BAGACEIRO

O presidente Bolsonaro não é uma pessoa de baixo nível intelectual só porque é imbecil.

O modo tosco de se comunicar vem do quartel.

A cultura miliciana ensina apenas a obedecer ordens. Eles são ensinados a serem estúpidos e arrogantes. Eles não têm convivência social.

Com certeza o milico nunca leu um bom livro, viu um bom filme, assistiu uma peça teatral e tantas coisas boas da cultura. Ele gosta, no máximo, é de sertanejo universitário.


É SÓ CORTAR O ORÇAMENTO

O milico vagabundo está toda hora ameaçando dar golpe militar. É bem fácil cortar as unhas do Exército Brasileiro. É só reduzir, no mínimo pela metade, o orçamento dos abacates, que soma mais de 100 trilhões anuais.

A bem da verdade são 100 bilhões, mas aumentei um pouquinho, assim como o passeio de motos em apoio ao “pouca serventia”. Aumentaram em 100 vezes o número de motos.


DIA 19 É O DIA “D”

Podem ter certeza de que a manifestação do dia 19, pelo FORA BOLSONARO, vai mudar o rumo da política no Brasil. Se a última manifestação, dia 24 último, já reuniu muita gente nas principais capitais do País, imaginem agora que a vacina avançou um pouco mais e ninguém aguenta mais o milico genocida.


SEGUREM A CHINA

Tenho acompanhado o desenvolvimento da China e estou entendendo toda preocupação dos EUA com o gigante comunista.

A China já domina os principais portos do mundo, inclusive tem um porto nos Estados Unidos.

Já tem o domínio tecnológico.

É o maior produtor de bens de consumo.

O contraditório é que a China se diz comunista mas faz política comercial capitalista.

Hélio Ortiz é professor, produtor cultural, e foi Secretário Municipal da Cultura e Esporte de Viamão durante os governos do PT.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.