O canal Histórias de Viamão é um veículo que oferece ao público, de forma gratuita, podcasts que abordam diversos temas e reflexões sobre o passado do atual município e da região, com ênfase especial na história regional, ou seja, do Rio Grande do Sul.

Ok, mas o que é podcast?

A mais simples definição que encontrei para podcast é esta, do Tecnoblog: “Você pode ter ouvido que ‘podcast é como se fosse um programa de rádio na internet’. É quase isso, com a diferença de que o podcast não é ao vivo, mas uma gravação, como um episódio, de um conteúdo em áudio, para ser ouvido quando você quiser.”

Mas onde e como acessar estes conteúdos?

Realmente é bem simples e pode ser uma experiência que você vai querer repetir muitas vezes na sua rotina semanal, tendo em vista especialmente a grande variedade de assuntos, temas, abordagens, estilos que você vai encontrar nos chamados “agregadores de podcast”. Estes agregadores são redes sociais tal qual o facebook ou o instagram, com a diferença de que trazem pra vc uma grande diversidade de canais, cada um sobre um assunto diferente, dentro dos quais você acha os programas (ops, os podcasts) para ouvir.

Você conhece, por exemplo, o Spotify?

Este agregador de podcast é geralmente conhecido como um aplicativo para ouvir música. Ok, talvez seja essa a principal forma de sua utilização por milhões de usuários no mundo. Contudo, este aplicativo é uma rede agregadora de podcasts, de canais como o Histórias de Viamão, onde você pode encontrar conteúdos tão específicos do seu interesse como os da série 200 Anos da viagem de Saint-Hilaire pelo Rio Grande do Sul e Uruguai, com destaques para sua passagem pela sua terrinha.

O canal Histórias de Viamão foi inaugurado em 2020 com esta série sobre o viajante francês e botânico que empresta seu nome a um dos mais conhecidos parques do município. A série contém 10 episódios que narram e contextualizam as anotações que o botânico fez em seus diários, em 1820, sobre diversos aspectos, não só da flora e da faúna existentes por exemplo entre Torres e Porto Alegre, mas também dos jeitos das gentes que foi encontrando, os hábitos como o chimarrão e o churrasco, a paisagem e, em especial, sobre o Arraial de Viamão, que veio conhecer, fazendo uma visita à Igreja de Nossa Senhora da Conceição, que descreve como uma das mais bonitas e imponentes que viu desde São Paulo.

Os episódios têm narração e trilha sonora própria – que dão clima e ambientação para as histórias – e se baseiam nos apontamentos do botânico publicados em livro e em diversos outros estudos sobre suas afirmações ou sobre as questões por ele tratadas. Quando esteve em Viamão, Saint-Hilaire hospedou-se, primeiramente, na sede da Fazenda Boa Vista e, numa outra noite, na casa do estancieiro então nominado por ele como Comandante de Viamão, que julgamos ser o sesmeiro Ignácio dos Santos Abreu.

Mas onde encontro este Spotify para ouvir os episódios em podcast?

O Spotify pode já estar disponível no seu celular. Mas, se não estiver, você pode baixá-lo como qualquer outro aplicativo, buscando-o na loja de aplicativos do seu aparelho. O Histórias de Viamão está disponível também em outros agregadores semelhantes, como o Cast Box, o Deezer e o iTunes (para aparelhos da Apple).

Outra forma de ouvir os episódios e as histórias sobre a cidade é acessando o site viamaoantigo.com.br (o site do Paulo Lilja), que disponibiliza em destaque todos os episódios anteriores e os mais recentes.

O canal Histórias de Viamão, depois da série sobre Saint-Hilaire, está produzindo um novo compêndio sobre Histórias das Mulheres de Viamão, baseadas em diversos registros, bibliografia e trabalhos acadêmicos com foco em acontecimentos dos primórdios. O primeiro episódio lembrou fatos dos tempos da inquisição, uma vez que a Capela chegou a ter um juízo eclesiástico inquisitório. No segundo episódio, vem à tona a história da jovem Margarida da Exaltação da Cruz, que escreveu um bilhete de próprio punho ao Padre da época, pedindo para ser retirada de casa para fazer um casamento contra a vontade do pai, o estancieiro Manoel de Barros Pereira, cuja estância ficava ao Sul da atual lago dos Barros, aquela que avistamos no trajeto pela Free-Way na chegada ao Litoral Norte.

Para facilitar um pouco a sua vida, segue abaixo três diferentes links de acesso ao canal e a estas histórias:

NO SPOTIFY:

LINK PARA O EPISÓDIO 2 – SOBRE A JOVEM MARGARIDA DA EXALTAÇÃO DA CRUZ – NA SÉRIE MULHERES DA HISTÓRIA DE VIAMÃO

NO CAST BOX:

https://castbox.fm/channel/HIST%C3%93RIAS-DE-VIAM%C3%83O-id2758698?country=br

NO SITE VIAMÃO ANTIGO:

http://www.viamaoantigo.com.br/

Gestor Cultural e Historiador pela UFRGS, foi secretário de Cultura de Viamão, São Leopoldo e Porto Alegre. Foi vereador em Viamão, Diretor da FUNARTE e Secretário-Executivo do Ministério da Cultura. É criador do canal Histórias de Viamão no Spotify e Cast Box.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.