É impressionante o número de pessoas que conheço que estão tomando o kit covid do Jair. Um amigo me mandou a cópia de uma receita médica prescrevendo o kit. Pior, segundo ele, alguns postos de saúde estão distribuindo o medicamento sem prescrição médica.

Aqui na região norte, as farmácias também aumentaram a venda. Este amigo disse que as pessoas (como ele) estão pensando o seguinte: como não têm mais vagas nos hospitais, elas, embora sabendo do risco de efeito colateral do medicamento, acham melhor tomar cloroquina, do que morrer na fila do hospital, esperando um leito de UTI.

Existem 193 países no mundo, e pelo que sei, o Brasil é o único país onde se fala em cloroquina. Isto é coisa do milico e do seu amigo yanque, Pato Trump. Esta história não está bem contada. O que me intriga é de onde o milico tirou a ideia de que a cloroquina é bom para combater a covid se ele nunca teve ligação com a área da saúde. Ele era só um capitão que virou deputado.

Talvez por ser BABA OVO do Trump, tentando agradar seu mito, ele comprou os medicamentos. Mas porque então o Trump nunca fez propaganda escancarada da cloroquina nos EUA, quando ainda era presidente?

Tem coelho nesta cartola!


Carta de um amigo

Recebi esta carta de um grande amigo que não vejo a anos e resolvi transcrevê-la para vocês:

— CARO PITECO (meu apelido), você sabe que nunca fui ligado a política. Só votei algumas vezes no PT porque você me pedia e eu admirava teu entusiasmo com o Partido. As minhas melhores lembranças são do tempo em que éramos amigos e curtíamos muito nossa juventude. Lembra das pescarias; do futebol; das festas; da jogatina de pôquer; das férias. Mesmo depois de casados, com nossas esposas e filhos continuamos juntos. Com o passar do tempo, a vida e os compromissos de trabalho nos afastaram. Nossa turma de amigos quase toda votou no Bolsonaro. Alguns se arrependeram.

Eu também votei nele e juro que lembrei de você quando digitei o 17, pois muitas vezes digitei o 13 e confirmei o “Sapo Barbudo” a teu pedido. Sei que houve conspiração para tirar o PT do poder mas vamos combinar que o PT ajudou, deixando na reta, muitos erros que contribuíram para o impeachment da Dilma. Prometi prá mim que não vou mais votar em ninguém, pois depois é só desilusão. Faz uns 5 anos que a gente não se vê. Foi o Vitor que me deu o teu zap e tomei a liberdade de te adicionar e te escrever. Espero que quando terminar a pandemia a gente volte a se encontrar. Falamos sempre da tua carne de panela quando a nossa turma da velha guarda se reunia, antes da pandemia. Grande abraço.


A revolução de que o povo quer

Embora nossa democracia seja jovem, nossas instituições parecem seculares. Elas cheiram mal como comida azeda. Nosso Congresso está podre. Do que adianta fazer uma eleição para presidente se o eleito, seja quem for, vai assumir com o rabo preso a interesses corporativistas?

Na Câmara dos Deputados se formaram verdadeiros cartéis mafiosos como a “bancada da bala”, a “bancada evangélica” e outras “bancadas” que não passam de meros balcões de negócio. A maioria dos parlamentares só representam seus interesses pessoais e de quem financiou suas campanhas milionárias. Ainda na semana passada eles aprovaram um aumento de 130 mil reais em seus já polpudos planos de saúde, em plena pandemia. Para se fortalecerem ainda mais, estas bancadas criaram o CENTRÃO, que não passa de uma grande quadrilha.

O Presidente da República se torna refém desta máfia política.

As poucas vozes são de uma minoria de parlamentares de esquerda que só resta ladrar contra este rolo compressor da corrupção. É Davi contra Golias. Olhem o escândalo que foi a eleição para a Câmara e o Senado. Foi um verdadeiro TOMA LÁ, DÁ CÁ. Na verdade quem manda no País é a Câmara e o Senado.

O STF também é outra caixa de pandora. Nunca se sabe o que pode sair da cabeça de seus ministros.

Penso que NÃO deveria haver reeleição de presidentes, deputados (federais e estaduais) e senadores.

Deveria haver um intervalo de no mínimo 4 anos para deputados e 8 para senadores. Este rodízio deveria valer também para governadores, prefeitos e vereadores. Quanto ao STF, penso que os ministros deveriam fazer concurso público para assumirem a magistratura. Tem mais: corte de 50% no orçamento geral. Ainda assim vai ficar excelente para eles. Se acham que estou delirando, façam um plebiscito com estas propostas para o povo brasileiro e vocês não vão se surpreender.


Deus e a Ciência

Uma vez, num planeta muito distante, houve uma grande invasão de vírus assassinos que estavam dizimando muitos terráqueos. Todos os cientistas deste planeta começaram uma batalha incansável para tentar descobrir uma vacina para eliminar o terrível vírus. Os humanos de outros países da terra também tentavam se proteger, usando máscaras, álcool gel e ficando em casa.

Mas um destes vírus era muito malvado e invadiu um país muito pobre e indefeso.

Era o terrível e implacável, VÍRUSNARO, muito tirano e malvado. Ele se aliou a terráqueos traidores como as igrejas impostoras, extremistas recalcados e toda ordem de oportunistas. Mas aos poucos ele foi sendo desmascarado por uma força invencível, a CIÊNCIA.


Famosos que não precisavam ter nascido

Tem gente que gosta de reverenciar famosos. Muitos perdem tempo acompanhando pelas redes sociais, a vida destes FAMOSOS. Tem famosos que até merecem admiração, mas a maioria deles são fúteis e egoístas, que poderiam aproveitar o dinheiro e a fama para ajudar aos necessitados e as causas nobres do mundo.

Vou listar alguns nomes de brasileiros FAMOSOS que não precisavam ter nascido. Na próxima edição vou listar os nomes internacionais. Me ajudem a lembrar mais nomes:

  • Neymar
  • Pelé
  • Xuxa
  • Ronaldinho Gaúcho
  • Nelson Piquet

Acho também que, como tem nomes que deveriam ir para a lata de lixo da história, têm homens e mulheres que merecem nossa eterna gratidão e respeito. Vou falar neles na próxima coluna.


Variante super perigosa e agressiva do Covid-19


Esperem… esperem um pouquinho!

Não poderia encerrar a coluna sem um pitaco sobre o sexo dos crentes, aquela gente estranha que anda sempre com a bíblia embaixo do braço.

Sabem aquela parte traseira deles, que não pega sol, a retaguarda? Eles usam só para sentar ou para outros fins?

Hélio Ortiz é professor, produtor cultural, e foi Secretário Municipal da Cultura e Esporte de Viamão durante os governos do PT.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.